Mercado

Explosão da indústria farmacêutica: como explicar?

Já reparou que a cada esquina existe uma farmácia? Cada vez elas são mais comuns, chegando ao ponto de ser até assustador esse crescimento massivo. 

Para você ter uma ideia, cada vez mais pessoas consomem medicamentos, seja genéricos, similares, medicamentos de referência ou os famosos MIPs (medicamento isento de prescrição).

O gasto global com medicamentos atingiu 1,2 trilhão em 2018 e estima-se que ele possa ultrapassar a marca de US$ 1,5 trilhão em 2023. Mas como exatamente explicar essa evolução? Você saberá neste artigo!

O BOOM do setor

Se você está se perguntando se investir no setor farmacêutico é uma boa ideia, a resposta é SIM. Mas calma. Para obter o lucro esperado, é necessário compreender alguns aspectos importantes que contribuem para o crescimento desse setor.

Atualmente, o mercado farmacêutico cresceu 11% em 2018 no Brasil, chegando a R$ 90 bilhões e fazendo com que o país ganhe destaque no ranque Mundial de Mercados Farmacêuticos, podendo subir até duas posições (atualmente se encontra na 7º posição) em 2023. 

Investir no varejo farmacêutico é uma excelente aposta e pode render bilhões. A variação mais expressiva entre 2014 e 2018 ocorreu no varejo, de 12%.

A explicação pode estar ligado as seguintes características:

Aumento da expectativa de vida da população; 

Crescimento do mercado de genéricos;

Avanço da biotecnologia;

Maior preocupação com a saúde; 

Lançamento constante de novos produtos.

Indústria varejista: o mercado que movimenta bilhões

É no mercado varejista que se observa vendas mais significativas. O varejo farmacêutico cresceu quase 10% em 2018 no Brasil, chegando a R$ 62,4 bilhões. Claro que a farmácia contribui para esse aumento nas vendas, com destaque para dois medicamentos:

– Dorflex (relaxante muscular);

– Xarelto (medicamento para tratar tromboembolismo venoso profundo).

Vale ressaltar que o Mercado Institucional (vendas ao governo, a clínicas, hospitais e planos de saúde) também aumentou 9,5%. 

Estados brasileiros que mais consomem medicamentos

Outro aspecto importante é saber onde o seu negócio pode render mais. Portanto, sua localização é de extrema importância. Atualmente, São Paulo e Rio de Janeiro ocupam as primeiras posições entre os estados brasileiros que mais consomem medicamentos.

São Paulo ocupa a primeira posição: a indústria de medicamentos paulista obteve um faturamento de R$53,3 bilhões com a venda desses produtos. O montante equivale a 76,8% do total de vendas em todo o território nacional;

Rio de Janeiro, cuja indústria farmacêutica faturou cerca R$7,8 bilhões; 

O terceiro lugar do ranking foi Goiás com faturamento de R$3,1 bilhões em 2017; 

Na quarta posição está o Paraná, com valor de medicamentos comercializados de R$2,4 bilhões.

Preste atenção!

Por mais que o mercado farmacêutico esteja em constante crescimento, é fundamental saber no que investir dentro do setor e acompanhar as tendências. O mercado é dinâmico, mas ter uma visão progressista é imprescindível para vencer nesta indústria.

Todas as características citadas anteriormente contribuem para o crescimento do setor tanto no Brasil, como no cenário mundial, podendo ainda apresentar outros aspectos importantes como:

Desenvolvimento de novos medicamentos e pedidos de patentes;

Investir mais em pesquisa e desenvolvimento no setor já que atualmente o Brasil se encontra na  28º posição, atrás de países como Japão, Estados Unidos, Suíça e China (os investimentos em pesquisa e desenvolvimento do setor farmacêutico superam os dos setores automobilístico, de hardware e de software no mundo)

Portanto, para que a indústria mantenha esse crescimento acelerado, além de investimentos sólidos, elas vão precisar gerenciar fatores que influenciam  de forma significativa no cenário industrial, como a abertura de novas plantas dentro e fora do país.

E então? Pensando se vale a pena investir nesse mercado? Sem dúvida, pode ser uma grande aposta. Se você gostou desse artigo, fique ligado no nosso BLOG, vamos estar postando novos conteúdos relacionados a Indústria farmacêutica e dicas de gestão! 

Leia também:


Atendimento
Fale com o comercial